Radioatividade - Questões dos Vestibulares

Questões dos Vestibulares

Site com a resolução de questões dos diversos vestibulares do Brasil.

SUGERIDOS

Home Top Ad

sexta-feira, 21 de setembro de 2018

Radioatividade


Confira questões resolvidas sobre a Radioatividade:

1) (UDESC 2009) - Em 1908, Ernest Rutherford recebeu o Prêmio Nobel de Química pelo seu trabalho para determinar a massa e a carga elétrica das partículas alfa, beta e gama, que são emitidas pelos núcleos dos átomos de certos elementos radioativos.Analise as afirmativas abaixo, considerando que e e me sejam, respectivamente, a carga e a massa de repouso do elétron.
I - A partícula alfa tem carga elétrica +4e, e sua massa de repouso é aproximadamente 7340me.
II - A partícula beta pode ter carga elétrica +e ou e, e sua massa de repouso é igual à do próton, ou seja, aproximadamente 1840me.
III - A partícula gama é um fóton de radiação eletromagnética, não possui carga elétrica e sua massa é nula.
Assinale a alternativa correta.
a) Somente as afirmativas I e II são verdadeiras.
b) Somente a afirmativa III é verdadeira.
c) Somente as afirmativas II e III são verdadeiras.
d) Somente a afirmativa II é verdadeira.
e) Somente a afirmativa I é verdadeira.


2) Fuvest 2018 - O ano de 2017 marca o trigésimo aniversário de um grave acidente de contaminação radioativa, ocorrido em Goiânia em 1987. Na ocasião, uma fonte radioativa, utilizada em um equipamento de radioterapia, foi retirada do prédio abandonado de um hospital e, posteriormente, aberta no ferro velho para onde fora levada. O brilho azulado do pó de césio 137 fascinou o dono do ferro velho, que compartilhou porções do material altamente radioativo com sua família e amigos, o que teve consequências trágicas. O tempo necessário para que metade da quantidade de césio 137 existente em uma fonte se transforme no elemento não radioativo bário 137 é trinta anos. Em relação a 1987, a fração de césio 137, em %, que existirá na fonte radioativa 120 anos após o acidente, será, aproximadamente, 
a) 3,1.
b) 6,3.
c) 12,5.
d) 25,0.
e) 50,0


3) (Ufg 2013) - A substância 32P é uma espécie radioativa utilizada no tratamento radioterápico de alguns tipos de câncer. Essa substância emite partículas alfa que possuem energia suficiente para combater as células infectadas. Ao introduzir 10 gµ de 32P no organismo, o número de átomos e a massa atômica do produto formado após decaimento radioativo são, respectivamente, 
Dado: Constante de Avogadro = 6 x 10^23 .
a) 1,9 x 10^23 e 36. 
b) 1,9 x 10^23 e 36. 
c) 2,1 x 10^19 e 32. 
d) 2,1 x 10^17 e 28. 
e) 2,1 x 10^15 e 28.


4)  (PUC - PR-2003) - Um elemento radioativo com Z = 53 e A = 131 emite partículas alfa e beta, perdendo 75 % de sua atividade em 32 dias. Determine o tempo de meia-vida deste radioisótopo. 
a) 8 dias 
b) 16 dias 
c) 5 dias 
d) 4 dias 
e) 2 dias


5) (Ufsc 2014) - Após novo vazamento, radiação em Fukushima atinge nível crítico
Os níveis de radiação nas proximidades da usina nuclear de Fukushima, no Japão, estão 18 vezes mais altos do que se supunha inicialmente, alertaram autoridades locais. Em setembro de 2013, o operador responsável pela planta informou que uma quantidade ainda não identificada de água radioativa vazou de um tanque de armazenamento. Leituras mais recentes realizadas perto do local indicam que o nível de radiação chegou a um patamar crítico, a ponto de se tornar letal com menos de quatro horas de exposição. 
Disponível em: 
<www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2013/09/130831_fukushima_niveis_radiacao_18_vezes_l gb.shtml> [Adaptado] Acesso em: 2 set. 2013. 
A usina nuclear de Fukushima, no Japão, sofreu diversas avarias estruturais após ser atingida por um terremoto seguido de “tsunami” em março de 2011. Recentemente, técnicos detectaram o vazamento de diversas toneladas de água radioativa para o Oceano Pacífico, em local próximo à usina. A água radioativa está contaminada, principalmente, com isótopos de estrôncio, iodo e césio, como o césio-137. O ¹³55Cs é um isótopo radioativo com tempo de meia-vida de cerca de 30,2 anos, cujo principal produto de decaimento radioativo é o ¹³56Ba, em uma reação que envolve a emissão de uma partícula -1β.
Considerando o texto e as informações fornecidas acima, é CORRETO afirmar que: 
01) o decaimento radioativo do césio-137 ocorre com a perda de um elétron da camada de valência.
02) as partículas -1β, emitidas no decaimento radioativo do ¹³55Cs, não possuem carga elétrica e não possuem massa, e podem atravessar completamente o corpo humano.
04) o átomo de ¹³55Cs é isóbaro do ¹³56Ba.
08) os efeitos nocivos decorrentes da exposição ao césio-137 são consequência da emissão de partículas α, que surgem pelo decaimento radioativo do ¹³55Cs formando ¹³56Ba.
16) após 15,1 anos, apenas um quarto dos átomos de ¹³55Cs ainda permanecerá detectável na água proveniente da usina.
32) cada átomo de ¹³55Cs possui 55 prótons e 82 nêutrons.


6) UFRGS 2016 - Considere as afirmações sobre radioatividade nuclear. 
I - Todos os núcleos atômicos são radioativos. 
II - Todos os núcleos radioativos em uma dada amostra, depois de duas meias vidas, já se desintegraram. 
III- No decaimento ɣ, um núcleo em um estado excitado decai para um estado de menor energia pela emissão de um fóton.


7) (Unicamp) - Existem várias hipóteses quanto à origem da Terra e sobre os acontecimentos que geraram as condições físico-químico-biológicas dos dias de hoje. Acredita-se que o nosso planeta tenha se formado há cerca de 4550 milhões de anos. Um dos estágios, logo no início, deve ter sido o seu aquecimento, principalmente pela radioatividade. A figura mostra a produção de energia a partir de espécies radioativas e suas abundâncias conhecidas na Terra.
a) Quantas vezes a produção de energia radiogênica (radioativa) era maior na época inicial de formação da Terra, em relação aos dias atuais? 
b) Quais foram os dois principais elementos responsáveis pela produção de energia radiogênica na época inicial de formação da Terra? 
c) E nos dias de hoje, quais são os dois principais elementos responsáveis pela produção dessa energia?


8) (UNESP-SP) - A Tomografia PET permite obter imagens do corpo humano com maiores detalhes, e menor exposição à radiação, do que as técnicas tomográficas atualmente em uso. A técnica PET utiliza compostos marcados com 6C¹¹. Este isótopo emite um pósitron, +1eº, formando um novo núcleo, em um processo com tempo de meia-vida de 20,4 minutos. O pósitron emitido captura rapidamente um elétron, -1eº , e se aniquila, emitindo energia na forma de radiação gama. 
a) Escreva a equação nuclear balanceada que representa a reação que leva à emissão do pósitron. O núcleo formado no processo é do elemento B(Z=5), C(Z=6), N(Z=7) ou O(Z=8)? 
b) Determine por quanto tempo uma amostra de 6C¹¹ pode ser usada, até que sua atividade radioativa se reduza a 25% de seu valor inicial.


9) (ITA) - O que acontece com o número de massa e com o número atômico de um núcleo instável se ele emite uma partícula beta?
Número de Massa | Número Atômico
a) sem alteração | aumenta de 1 unidade
b) sem alteração | diminui de 1 unidade
c) diminui de 1 unidade | sem alteração
d) aumenta de 1 unidade | sem alteração
e) diminui de 1 unidade | aumenta de 1 unidade


10) (Vunesp-SP) - Quando um átomo do isótopo 228 do tório libera uma partícula alfa transforma-se em um átomo de rádio, de acordo com a equação:
Os valores de X e Y são respectivamente: 
a) 88 e 228. 
b) 89 e 226.
c) 90 e 224.
d) 91 e 227. 
e) 92 e 230.


11) (FAAP-SP) - Sabendo que o átomo Urânio (A=235 e Z=92) emite 3 partículas alfa e duas partículas beta, determine o número atômico e o número de massa do átomo do elemento resultante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário