Absolutismo - Questões dos Vestibulares

Questões dos Vestibulares

Site com a resolução de questões dos diversos vestibulares do Brasil.

SUGERIDOS

Home Top Ad

sábado, 29 de dezembro de 2018

Absolutismo


Confira questões resolvidas sobre o Absolutismo:

1) (Cesgranrio) - A frase de Luiz XIV, "L'Etat c'est moi" (O Estado sou eu), como definição da natureza do absolutismo monárquico, significava:
a) a unidade do poder estatal, civil e religioso, com a criação de uma Igreja Francesa (nacional); b) a superioridade do príncipe em relação a todas as classes sociais, reduzindo a um lugar humilde a burguesia enriquecida; 
c) a submissão da nobreza feudal pela eliminação de todos os seus privilégios fiscais; 
d) a centralização do poder real e absoluto do monarca na sua pessoa, sem quaisquer limites institucionais reconhecidos; 
e) o desejo régio de garantir ao Estado um papel de juiz imparcial no conflito entre a aristocracia e o campesinato.


2) De que forma o Estado absolutista procurou se relacionar com os dois setores sociais que predominavam na vida política europeia, a nobreza e a burguesia?


3) (ENEM 2012)
Na França, o rei Luís XIV teve sua imagem fabricada por um conjunto de estratégias que visavam sedimentar uma determinada noção de soberania. Neste sentido, a charge apresentada demonstra 
a) a humanidade do rei, pois retrata um homem comum, sem os adornos próprios à vestimenta real. 
b) a unidade entre o público e o privado, pois a figura do rei com a vestimenta real representa o público e sem a vestimenta real, o privado. 
c) o vínculo entre monarquia e povo, pois leva ao conhecimento do público a figura de um rei despretensioso e distante do poder político. 
d) o gosto estético refinado do rei, pois evidencia a elegância dos trajes reais em relação aos de outros membros da corte. 
e) a importância da vestimenta para a constituição simbólica do rei, pois o corpo político adornado esconde os defeitos do corpo pessoal.


4) (Pucrj 2016) - Durante o século XVII, a Europa Ocidental presenciou mudanças políticas importantes na forma de organização dos Estados. A centralização política do século XVI deu lugar à política absolutista. Assinale a alternativa que define a política absolutista do século XVII de modo CORRETO. 
a) Poder do Estado, concentrado nas mãos do rei e de sua burocracia, sustentado pelos setores burgueses urbanos. 
b) Poder real, personalizado na figura do rei absoluto, tendo como base social os senhores feudais e os setores camponeses. 
c) Poder de polícia, estruturado na violência e organizado por milícias mercenárias, diretamente ligadas aos setores da pequena nobreza. 
d) Poder absoluto do rei, produzido pelo controle das finanças e pelo apoio social dos setores camponeses. 
e) Poder divino, associado ao poder temporal, sustentado pela aliança entre o clero e os senhores feudais.


5) (FUVEST) - O Estado Moderno Absolutista atingiu seu maior poder de atuação no século XVII. Na arte e na economia suas expressões foram respectivamente: 
a) rococó e liberalismo. 
b) renascentismo e capitalismo. 
c) barroco e mercantilismo. 
d) maneirismo e colonialismo. 
e) classicismo e economicismo.


6) (Fuvest 91) - O Absolutismo na Inglaterra definiu-se nos governos de Henrique VIII e Elizabeth I, monarcas da dinastia Tudor. Estabeleça a correlação entre Absolutismo, Reforma Anglicana e Mercantilismo na época Tudor


7) (Fuvest 89) - A política econômica do Estado Moderno Absolutista, conhecida por Mercantilismo, atingiu seu pleno apogeu no século XVII. Aponte e explique duas de suas características


8) (FGV) - Sobre a formação do absolutismo na França, é incorreto afirmar que: 
a) seus antecedentes situam-se, também, nos reinados de Filipe Augusto, Luís IX e Filipe IV, entre os séculos XII e XIV. 
b) fez-se necessária nesse processo a centralização dos exércitos, dos impostos, da justiça e das questões eclesiásticas; 
c) a abolição da soberania dos nobres feudais não teve um importante papel nesse contexto; 
d) a Guerra dos Cem Anos foi fundamental nesse processo; 
e) durante esse processo a aliança com a burguesia fez-se necessária para conter e controlar a resistência de nobres feudais.


9) (Espm 2014) - A França no século XVI viveu mergulhada em uma instabilidade que envolvia aspectos políticos e religiosos, como foi exemplo o infame massacre da Noite de São Bartolomeu, em 1572. Com a intenção de pacificar o país, o rei Henrique IV promulgou o Edito de Nantes pelo qual: 
a) foi concedida liberdade de culto aos protestantes, bem como o direito de conservar algumas praças de guerra para sua defesa. 
b) o rei renunciou ao protestantismo e se fez batizar católico. 
c) revogou a liberdade de culto permitida aos franceses e impôs o catolicismo. 
d) o rei obteve o direito de nomear bispos e cardeais o que permitiu que a dinastia Bourbon pudesse exercer influência sobre a Igreja Católica. 
e) foi criada a Igreja Anglicana, separada da Igreja Católica Romana, subordinada ao poder do rei.


10) (Espcex 2015) - O absolutismo desenvolveu-se no ocidente europeu durante a Idade Moderna (séculos XV ao XVIII), favorecido, principalmente, pela(o)(s): 
a) falta de freio nas concepções morais e nos costumes da época. 
b) fortalecimento da Igreja Católica e pelos lucros auferidos pelas vitórias dos cruzados. 
c) formação dos estados nacionais e transferência do eixo econômico do Oceano Atlântico para o Mar Mediterrâneo. 
d) riquezas obtidas pelos reis europeus na América, África e Ásia. 
e) reforma protestante e transferência do eixo econômico do Oceano Atlântico para o Mar Mediterrâneo.


11) (Uemg 2013) - O Absolutismo como forma de governo esteve presente na península Ibérica, na França e na Inglaterra, tendo impactado e influenciado as maiores economias de seu tempo. Seus pensadores mais conhecidos e suas teorias foram: 
a) Nicolau Maquiavel e sua teoria de que o indivíduo estava subordinado ao Estado; Thomas Hobbes, criador da teoria do Contrato; Jacques Bossuet e Jean Bodin, que defenderam que o Rei era um representante divino. 
b) Nicolau Maquiavel e a teoria do Contrato; Thomas Hobbes e a teoria da supremacia do Rei como representante divino; Jacques Bossuet e Jean Bodin, que defenderam a subordinação do indivíduo ao Estado. 
c) Maquiavel, Jacques Bossuet e Jean Bodin, cujas teorias só se diferenciaram na aplicabilidade teológica, bem como Thomas Hobbes, que preconizou o indivíduo como senhor de seus direitos. 
d) Maquiavel e Thomas Hobbes, que conceberam o Contrato Social, Jacques Bossuet, que estabeleceu o conceito de individualismo primordial, e Jean Bodin, que defendeu a primazia da esfera governamental.


12) (Mack-2005) - Considere as afirmativas abaixo.
I — O Absolutismo caracterizou-se como um tipo de regime político que, durante a transição do feudalismo para o capitalismo, preocupava-se com o desenvolvimento econômico, principalmente comercial. 
II — A nobreza feudal opôs-se ao regime absolutista, por considerá-lo prejudicial aos seus interesses. Ficou, por isso, restrita à posse das terras e dos títulos nobiliárquicos. 
III — Os monarcas absolutistas apoiavam seu poder supremo em direitos consagrados por meio de uma Constituição reconhecida pelo Papa.
Assinale: 
a) se somente I estiver correta. 
b) se somente III estiver correta. 
c) se somente I e II estiverem corretas. 
d) se somente II e III estiverem corretas. 
e) se todas estiverem corretas

Nenhum comentário:

Postar um comentário